...

sexta-feira, 18 de junho de 2010

"Agora não há outra música senão a das palavras, e essas, sobretudo as que estão nos livros, são discretas, ainda que a curiosidade trouxesse a escutar à porta alguém do prédio, não ouviria mais do que um murmúrio solitário, este longo fio de som que poderá infinitamente prolongar-se, porque os livros do mundo, todos juntos, são como dizem que é o universo, infinitos."

(José Saramago, in Ensaio sobre a Cegueira).

2 comentários:

Jéssica V. Amâncio disse...

se foi,
mas suas palavras certamente ficarão!

Bia Maia disse...

...

...

Uma perda...

insubstituível...


...

 
FREE BLOGGER TEMPLATE BY DESIGNER BLOGS