Sobre a manhã

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Uma revoada de pássaros canta na estação de trem, ainda molhada pela tempestade da noite anterior.

Quem disse que não há poesia no cinza de São Paulo???

4 comentários:

C. disse...

Olhar certeiro, ilusão bem construída ;)

Lila Boni disse...

Saudade eu é que sinto de ti!
Obrigada pelo carinho!
Mil beijos !
Adorooooooo estar aqui...

Cristina Kok disse...

A poesia sempre está nos olhos de quem vê.

Hellen S. disse...

A poesia se encontra até aonde não conseguimos enxergá-la.

 
FREE BLOGGER TEMPLATE BY DESIGNER BLOGS