Confissões

domingo, 8 de fevereiro de 2009


Uma vez, li em algum lugar, que quem confessa primeiro perde.
Eu sempre confesso.
Mas minhas confissões saem porque não consigo prender o que sinto dentro de mim, sou espontânea, sincera.
Para que guardar se as palavras querem sair, livres?
Então eu confesso.
Agora entendi!
No ato da confissão, o tempo pára, o Universo estaca em sua órbita, e a palavra ecoa, sem fim.
Esse é o Crime. Depois vem o Castigo.
Quem confessa primeiro perde o jogo!

3 comentários:

Fernanda disse...

então eu sempre perco...
confesso sempre primeiro.

Salve Jorge disse...

Não sei se perde
Afinal não se mede
A extensão do contato
Não é competição
Mesmo que isso pareça fato
É mais diálogo
Mesmo que vago
Por expor tudo que trago
Sem definição
Sem temer o arpão
Já que se doar é condição
Daí que me largo
Pelo lago...

Maria repleta disse...

queria mudar tb...mas somos assim...é bom saber q vc me ler c tanto carinho...escreva...escreva...tb leio vc!!!
bjs

 
FREE BLOGGER TEMPLATE BY DESIGNER BLOGS