Impressões

sexta-feira, 22 de maio de 2009


Continuo escrevendo pequenos textos e frases, que sofrem pequenas alterações...

Essas alterações me deixam triste, de uma tristeza funda que não sabe para onde vai.

E eu sinto o mundo ao meu redor, e tudo sendo e acontecendo. E eu sinto distâncias e aproximações.
E eu sinto possibilidades e um horizonte intangível.

E eu sinto perdas e desejos...

Mas "não tenho medo de chuvas tempestivas... nem das grandes ventanias soltas... pois eu também sou o escuro da noite" - frase de Clarice Lispector. E tudo vai passar.

4 comentários:

Maria Milesi disse...

Acho q vc escreveu p mim...lindo...lindo...reconfortante...mil bjs...vc poderia morar perto de mim...rs

C. disse...

"O poeta é um fingidor. Finge tão completamente que chega a fingir que é dor a dor que deveras sente."

Fernando Pessoa

Rebatendo Clarice, essas palavras do F. Pessoa talvez expliquem o por quê vivemos em constantes mutações e humores.

Gabriela disse...

As mudanças mesmo qdõ nao queremos nem compreendemos às vezes se fazem necessárias! e eu acredito que tem força pra suportar qualquer uma...

super beijo

Flavih Jones disse...

Essas mudanças fazem perte da vida.
Pensa em q graça teria se tudo fosse constante?!

Beijo e bom fds

 
FREE BLOGGER TEMPLATE BY DESIGNER BLOGS